Como alcançar as oportunidades do mercado de e-commerce no Brasil?

05 . 20 . 2019

O crescente mercado de e-commerce brasileiro se mostra como uma grande oportunidade, porém apresenta algumas particularidades que novos entrantes internacionais devem conhecer.

O Brasil é a maior economia da América Latina e o quinto país do mundo em território e população. Apresenta um alto número de usuários de internet, que representam 2/3 da população e são extremamente engajados nas redes sociais. Os brasileiros ocupam a terceira posição de usuários ativos no Facebook em escala global (130 milhões).

Além do engajamento destes milhões de brasileiros na internet e nas redes sociais via desktops e smartphones, eles também representam o maior mercado de e-commerce B2C da América Latina, com 42% das vendas, de acordo com o Euromonitor Internacional.

Pesquisa realizada pela Ebit/Nielsen revela um crescimento de 12% das compras online em 2018. O mesmo estudo indica que o segmento ganhou 10 milhões de novos consumidores no mesmo ano.

O consumidor brasileiro está cada vez mais interessado em adquirir produtos e serviços no ambiente virtual. A grande expansão do uso de dispositivos móveis tem grande relação com isso. O número de pedidos realizados por estes dispositivos aumentou exponencialmente, também devido a praticidade trazida pelo uso de smartphones e tablets.

Abaixo mostramos as categorias de produtos que melhor performaram em receita no e-commerce (primeiro semestre de 2018):

  • • Telefonia Móvel – 18,9%
  • • Eletrodomésticos – 17,9%
  • • Eletrônicos – 11,2%
  • • Informática – 9,8%
  • • Casa e Decoração – 9,5%
  • • Saúde, Cosméticos e Perfumaria – 6,2%

Os dados mostram que, mesmo com o recente cenário de lenta recuperação econômica no Brasil, o setor está em constante crescimento e as pessoas estão comprando online cada vez mais. Para 2019, o crescimento estimado pelo mesmo estudo (Ebit/Nielsen) é de 15%.

Visto o extenso mercado brasileiro, comparado com a baixa participação do e-commerce em relação às vendas do varejo nacional (3,3%), é notável que ainda exista um grande mercado a ser explorado, uma oportunidade de dezenas de bilhões de dólares para novos entrantes. Entretanto, esse mercado tem suas peculiaridades de hábitos de compra e culturais, que também são relacionadas aos meios de pagamentos locais.

Meios de Pagamento Locais

Internacionalmente, os cartões de crédito predominam como principal forma de pagamento nas compras online, mas no Brasil o cenário é bem diferente, pois além dos cartões de crédito e débito, um grande volume de pessoas realiza suas compras por meio dos boletos bancários, visto que não são vinculados às contas de banco. Estima-se que mais de 50 milhões de brasileiros não possuam contas bancárias de qualquer modalidade.

Esta é uma questão muito importante para as plataformas internacionais que desejam vender produtos e serviços no Brasil, já que 95% da população não possui cartões de crédito internacionais e isso pode restringir muito o mercado potencial. Porém, já existem soluções de pagamento cross-border integradas à oferta internacional de bens e serviços (como serviços de streaming, e-commerce, softwares, entre outros), que proporcionam a venda no Brasil na moeda e nas formas de pagamento locais. Em 2018, mais de 22 milhões de brasileiros realizaram compras em plataformas internacionais e este número é prova do êxito das soluções que viabilizam os pagamentos locais.

Parcelamento

O parcelamento das compras também é parte da cultura local de pagamentos e, segundo o SPC Brasil, 80% da população brasileira possui o hábito de dividir os pagamentos geralmente em entre 2 a 12 parcelas. Esta é outra particularidade que os entrantes, especialmente os internacionais, devem se adequar.

Conclusões

É fato que o brasileiro está cada vez mais interessado e se sentindo confiante em realizar compras online, dada a consolidação do segmento, bem como pelos avanços tecnológicos, como maior acesso à internet, que tornam o processo de pesquisa e compra mais dinâmico.

O e-commerce é um segmento de grande potencial e em constante crescimento, com suas particularidades em termos de hábitos de compras locais, mas os esforços de adaptação são compensados pelo alto volume de vendas. Muitas empresas podem atingir e ganhar participação neste mercado ainda pouco explorado. Para isso, entender melhor os hábitos dos e-shoppers brasileiros e utilizar as soluções locais de pagamento se revela fundamental.

Tags

B2B

#compartilhe